top of page
Moeda Romana Escassa Follis de Maximinus II Daia (305-313 dC)

**Perseguidor implacável dos Cristãos, foi derrotado por Licinius em 313 dC**
Moeda Romana Escassa Follis de Maximinus II Daia (305-313 dC)
Cunhada em Lyon, 305-306 d.C.
Anverso: MAXIMINVS NOB C. Busto laureado, drapeado e couraçado de Maximinus II Daia à direita.
Reverso: GENIO POP-VLI ROMANI. Gênio em pé à esquerda, usando modius, segurando uma pátera na mão direita e uma cornucópia na esquerda. ANT no enxergo.
Cohen 96. ANT. RIC VI Antioch 71b; Sear 14751.
Dimensões: 5,12 gm; 22 mm
Refc12790 (Estiomada em R$ 125,00)

Maximinus Daia, sobrinho de Galerius, foi elevado a César em 305 dC e assumiu uma postura firme na defesa das fronteiras do Danúbio. Maximinus Daia foi um feroz perseguidor dos cristãos, mantendo e até intensificando a política de perseguição iniciada por seu tio Galério. Durante seu governo, ele emitiu editos que ordenavam a destruição de igrejas e a execução de cristãos. No entanto, essa perseguição não foi a causa direta de sua derrota. Sua queda ocorreu em 313 d.C. quando foi derrotado militarmente por Licínius na batalha de Tzirallum, em um conflito de poder dentro da Tetrarquia. A derrota e morte de Maximino Daia resultaram mais de suas ambições políticas e conflitos com outros líderes romanos do que de sua perseguição aos cristãos.

Moeda Romana Escassa Follis de Maximinus II Daia (305-313 dC)

SKU: 12790
R$ 125,00Preço
    bottom of page