top of page
Moeda Romana Follis de Constantino I "O Grande" (306-337 dC).

Moeda Romana Follis de Constantino I "O Grande" (306-337 dC).
Cunhada na Tessalônica.
Anverso: CONSTANTINVS AVG. Cabeça laureada à direita.
Reverso: PROVIDENTIAE AVGG / SMTS ?. Porta de acampamento com duas torres; estrela acima; no campo direito, ponto.
RIC 153.
Dimensões: 2,45 gm; 16 mm
Refc11550


Constantino e a Cidade de Tessalônica
A cidade de Tessalônica desempenhou um papel significativo na carreira militar de Constantino, o Grande. Localizada no norte da Grécia, Tessalônica era um centro comercial e logístico estratégico, situada em uma encruzilhada entre o Oriente e o Ocidente (Lenski, 2006). Durante o período tetrárquico, a cidade tornou-se a capital da província da Macedônia e, posteriormente, da diocese da Macedônia (Curran, 1998).
Em 312 d.C., após a vitória de Constantino sobre Maxêncio na Batalha da Ponte Mílvia, ele emergiu como o governante do Império Romano do Ocidente (Potter, 2004). No entanto, a luta pelo poder continuou entre Constantino e Licínio, governante do Império Romano do Oriente (Odahl, 2004). Em 316 d.C., as forças de Constantino e Licínio se enfrentaram em Cibalas (atual Vinkovci, Croácia), onde Constantino conseguiu uma vitória decisiva, levando Licínio a recuar (Potter, 2004).
Em 324 d.C., as relações entre Constantino e Licínio deterioraram-se novamente, levando a uma série de batalhas. A primeira delas foi a Batalha de Adrianópolis, onde Constantino saiu vitorioso (Barnes, 1998). A batalha subsequente, a Batalha de Tessalônica, foi um confronto crucial entre os dois líderes. Constantino marchou para o leste e enfrentou as forças de Licínio em Tessalônica, resultando em outra vitória decisiva para Constantino (Lenski, 2006).
A importância de Tessalônica para Constantino, o Grande, em sua carreira militar, reside no fato de que a vitória na Batalha de Tessalônica o colocou mais próximo de consolidar o poder sobre todo o Império Romano (Barnes, 1998). Após a derrota de Licínio em Tessalônica e, posteriormente, na Batalha de Crisópolis, Constantino tornou-se o único governante do Império Romano, inaugurando uma era de estabilidade e unidade sob seu governo (Odahl, 2004).

Referências:
Barnes, T. D. (1998). Constantine and Eusebius. Harvard University Press.
Curran, J. R. (1998). Pagan City and Christian Capital: Rome in the Fourth Century. Clarendon Press.
Lenski, N. (2006). The Cambridge Companion to the Age of Constantine. Cambridge University Press.
Odahl, C. M. (2004). Constantine and the Christian Empire. Routledge.
Potter, D. S. (2004). The Roman Empire at Bay, AD 180-395. Routledge.
 

Moeda Romana Follis de Constantino I "O Grande" (306-337 dC).

SKU: 11550
R$ 269,00Preço
    bottom of page