Moeda Romana Republicana Escassa Denário de de M. Porcius Cato (47-46 aC).

**Oferta por tempo limitado - Oportunidade!!**
**Porcius Cato - o jovem - grande opositor de César**
**Importante figura do estoicismo**
Moeda Romana Republicana Escassa Denário de de M. Porcius Cato (47-46 aC).
Cunhada na África,
Anverso: Busto feminino, com cabelo preso, M•CATO•PRO•PR à esquerda
Reverso: Vitória sentada à direita, segurando pátera na mão direita e ramo de palmeira na mão esquerda; VICTRIX no enxergo.
Crawford 462/1c; Sydenham 1052; Portia 9.
Dimensões: 16mm; 3,13 gm
Refc11837

História
Marcus Porcius Cato (95-46 aC), também conhecido como Cato, o Jovem (em latim: Cato Minor), foi um influente senador romano conservador durante o final da República. Seus princípios conservadores estavam focados na preservação do que ele via como antigos valores romanos em declínio. Um orador notável e um seguidor do estoicismo, sua honestidade escrupulosa e respeito declarado pela tradição lhe deram um poderoso apoio político que ele mobilizou contra generais poderosos (incluindo Júlio César e Pompeu) de sua época.
Antes da guerra civil de César, Cato serviu em vários cargos políticos. Durante seu questor urbano em 63 aC, ele foi elogiado por sua honestidade e incorruptibilidade na administração das finanças de Roma. Ele aprovou leis durante seu tribunato em 62 aC para expandir a doação de grãos e forçar os generais a desistir de seus exércitos e comandos antes de concorrer às eleições. Ele também frustrou as ambições de Pompeu ao se opor a um projeto de lei apresentado pelos aliados de Pompeu para transferir para ele o comando militar contra os conspiradores catilinários. Ele se opôs, com sucesso variável, ao programa legislativo de César durante o primeiro consulado de César em 59 aC. Partindo para Chipre no ano seguinte, ele foi elogiado por sua administração honesta e foi eleito pretor em 54 aC.
Ele apoiou o único consulado de Pompeu em 52 aC como uma questão prática e para tirar Pompeu de sua aliança com César. Nisto, ele foi bem sucedido. Ele e seus aliados políticos defendiam uma política de confronto militar com César; embora parecesse que Catão nunca defendeu uma guerra civil real, contribuiu muito para a eclosão da guerra civil no início de 49 aC. Durante a guerra civil, juntou-se a Pompeu e tentou minimizar as mortes de seus concidadãos. Mas depois da derrota de Pompeu e da derrota de sua própria causa por César na África, ele preferiu tirar a própria vida a implorar ou receber o perdão de César. Seu suicídio o transformou em um mártir e um símbolo da República.
Sua influência política estava muito relacionada a seus princípios moralistas e sua incorporação das tradições romanas que atraíam tanto os senadores quanto a população romana conservadora por natureza. Ele foi criticado por contemporâneos e por historiadores modernos por ser muito intransigente em seu uso de táticas obstrutivas contra César e outros generais poderosos. O sucesso dessas táticas ajudou a formar o Primeiro Triunvirato e causar a guerra civil. O epíteto "o Jovem" o distingue de seu bisavô, Cato, o Velho, que era visto pelos antigos romanos em termos semelhantes como incorporando tradição e propriedade.

"Porcius Cato tirou a espada da bainha e se apunhalou abaixo do peito. Seu impulso, no entanto, era um pouco fraco ... ele não se matou imediatamente ... Seus servos ouviram o barulho e gritaram, e seu filho correu imediatamente, junto com seus amigos ... médico foi até ele e tentou substituir suas entranhas, que permaneceram ilesas, e costurar a ferida. feriu ainda mais, e assim morreu."
Plutarch (1919). "The Life of Cato the Younger". Plutarch Lives: Sertorius and Eumenes; Phocion and Cato. Loeb Classical Library. Vol. 8. Translated by Perrin, Bernadotte.

Moeda Romana Republicana Escassa Denário de de M. Porcius Cato (47-46 aC).

SKU: 11837
R$ 1.750,00Preço